Ancestral e Descendente

Ancestralidade, hereditariedade, ancestral, particularidade ou estado do que é ancestral (que se refere aos antepassados ou antecessores)
Ancestralidade O que se recebeu das gerações anteriores; hereditariedade.

Ascendente

Diz-se do que ou da pessoa de quem se descende (deriva).
Que tende a se mover para cima; que segue progredindo; que vai crescendo: direção ascendente; intensidade ascendente.

Descendente

É o que vem depois de você que desce na sua árvore genealogia, filhos e netos etc…

Ancestralidade Ameríndia

Índio, indígena ou nativo americano são os nomes dados aos habitantes da América antes da chegada dos europeus, e os seus descendentes atuais.
A hipótese mais aceita para a sua origem é que os primeiros habitantes da América tenham vindo da Ásia, atravessando a pé o Estreito de Bering (Beríngia), no final da idade do gelo, há 12 mil anos.

Alguns grupos étnicos do Brasil
indio-10242Os principais

  1. Guaranis

  2. Potiguaras

  3. Caingangues

  4. Tupinambás

  5. Kamayurás

  6. Goitacases

  7. Carajás

  8. Tapajós

  9. Ianomâmis

  10. Pataxós

  11. Mundurucus

  12. Guaicurus

  13. Parecis

  14. Coxiponês

  15. Nambikuaras

  16. Guatós]

Ancestralidade da Jurema Sagrada de TupãWhatsApp Image 2017-04-11 at 10.11.43
Texto de Juremeiro Neto

Para que o Juremeiro Mestre possa identificar a coerência das Correntes de seus discípulos.
Uma Vez que na Jurema de Caboclo o Juremeiro Mestre faz todos os procedimentos coerentes para que o iniciado possa ter o seu contato mediúnico quanto ao primeiro encantado que se apresenta em sua corrente espiritual.

O que é corrente espiritual: É um grupo de encantado que faz parte do corpo mediúnico do Juremeiro.

Como é escolhido esse corpo Mediúnico:
Antes da Encarnação é uma predeterminação de Deus (Rei Tupã), a missão espirituais quais são os seus principais mentores espirituais, que são escolhidos, são eles:

  1. O Deus Supremo, e ou Divino Pai Eterno, para os índios e chamado de Tupã ou Rei Tupã.
    É reportado pelos grandes espíritos evoluídos a necessidade da encarnação de uma alma em evolução, que seja cumprido uma determinada missão espirital na terra.

  2. O Espirito cujo qual sofre a determinação para reencarnar para seu resgate espiritual.

  3. E escolhido um espírito evoluído para lhe acompanhar em tempo integral que chamamos de Anjo da Guarda.

  4. Rei Tupã determina para Caboclo Tupã faz cumprir o determinado.

  5. E escolhido um grande líder para o seu povo que fora encantado e passou a ter um título de Rei.
    O Rei e uma pessoa que em vida fez grandeza em sua vida a comunidade em que vivia tais como Reis(Salomão, Canindé, Maluguinho, Maria do Acais, Tertuliano, etc…)

  6. O Rei escolhe um Príncipe é o Dono das Correntes. É Quem terá a missão de ser o Mestre da Sala.

  7. O Dono de sua Croa espiritual, é um encantado evoluído ou em estagio de evolução que passa ter o direito dado por Tupã em administrar os seus caminhos espirituais para que posso cumpri os designo de Deus Supremo e ou Divino Pai Eterno.

  8. O Mestre Dono da Sala é um encantado que mais fica próximos ao médium e os seus discípulos.

Vamos ler a frente o Processo do Reencarnatório, afim que possamos dar sequência ao estudo de Ancestral.
Já que além de termos a missão espiritual de nossas ancestralidades, em dar continuidade o que já foi iniciado.
Temos missão em nossa família, e para a comunidade.
Após esse texto vera com clareza a sua ancestralidade.

Ilustração sobre
O Processo Reencarnatório.

Expiação, melhoramento progressivo da Humanidade.
A reencarnação, ou seja, o retorno do espírito a um novo corpo, é um fenômeno que não ocorre ao acaso, ao contrário, é cuidadosamente planejado.
Podemos dizer que existem “obstetras” no mundo espiritual que preparam o processo Reencarnatório.

PROCESSO DA REENCARNAÇÃO

Os processos da Reencarnação, como os da desencarnação, são diferentes, não existindo dois absolutamente iguais. As facilidades ou obstáculos são subordinados aos inúmeros fatores, muitas vezes relativos ao estado de consciência do Espírito encarnante.
Há geralmente três categorias de Espíritos que retornam à Terra:

1. Aqueles que procedem das regiões inferiores que necessitam de cooperação muito complexa, sempre exigindo do Plano Espiritual laborioso e paciente esforço, assim como uma ação magnética indescritível para ser obtido um absoluto estado de inconsciência necessário à Reencarnação.

2. Aqueles de grande elevação espiritual que reencarnam em apostolado de serviço de iluminação sem dar trabalho algum aos Espíritos em serviço, realizando praticamente sozinhos o processo pré Reencarnatório.

3. Aqueles medianos que habitam a Terra, nem altamente elevados, nem conscientemente maus, recebendo a ajuda dos benfeitores espirituais.

A reencarnação pode envolver grandes planejamentos ou ocorrer de forma compulsória, dependendo da evolução e grau de merecimento do ser reencarnante.

A partir daí, ao longo de toda gestação, o feto estará sujeito a influências físicas, mentais e espirituais provenientes de sua mãe e do meio ambiente.

O perispírito do reencarnante atua sobre o óvulo, dirigindo-o na seleção do espermatozoide, de modo a escolher o mais “útil” à programação Reencarnatório.

Um espírito em busca de aprimoramento. A “construção” de seu corpo é apenas o primeiro passo de sua nova jornada.

FASES DO PROCESSO REENCARNATÓRIO

1. Fase inicial: De outro lado, nas esferas mais altas, são programados e traçados os mapas genéticos para o espírito reencarnante.

O Espírito toma conhecimento previamente das suas características na próxima vida e tem consciência de que tudo faz parte do processo educativo pelo qual passará e deverá obedecer.

2. Fase posterior: A Reencarnação sistemática é sempre um curso laborioso de trabalho contra os defeitos morais demonstrados nas lições e conflitos.

Neste contexto, os pormenores anatômicos imperfeitos, circunstâncias adversas e ambientes hostis constituem formas de aprendizado e de redenção.

3. Mapa de provas úteis: O mapa de provas úteis é organizado com antecedência, levando em consideração a cooperação fisiológica dos pais, a paisagem doméstica (influência dos moldes mentais dos pais) e o concurso dos amigos espirituais.

Assim, todo o mapa cromossômico é previamente organizado para atender às necessidades de reparação do reencarnante.

No caso, por exemplo, da necessidade de se valorizar um dos sistemas fisiológicos, como o coração, são programados para o espírito desequilíbrios nessa área em determinada fase da vida física.

4. Equilíbrio restante: O equilíbrio e todo o corpo físico também são levados em conta e todo o planejamento é estudado e revisado antes do momento da reencarnação. Observamos, assim, muito trabalho para os Espíritos dedicados, bem como muito desconhecimento a ser vencido. Em vista disso, devemos aprender a valorização da bênção da Reencarnação e do corpo físico que nos abriga, zelando pela sua integridade e aproveitando todas as oportunidades para vivenciar o bem entre os homens.

FINALIDADES DA REENCARNAÇÃO

1. Aprendizado:
A primeira finalidade da Reencarnação é o aprendizado.
Com efeito, a Terra é uma verdadeira escola na qual estamos matriculados para desenvolver nossas faculdades nobres.
Devido às inúmeras experiências que a vida cotidiana terrena nos proporciona, educamos os sentimentos, o coração.
A base da educação do sentimento é o primeiro grande mandamento.
Amar a Deus sobre todas as coisas e ao próximo como a si mesmo.
Dessa base, derivam-se todos os outros preceitos educativos. Portanto, o aprendizado na Terra como Espírito encarnado também oferece aos homens a oportunidade de instruir o próprio Espírito, adquirindo amor e sabedoria.

2. Elevação Moral e Espiritual: Esta segunda finalidade da Reencarnação está relacionada com a elevação aos planos superiores do Universo, à medida que o homem vai educando o sentimento e adquirindo amor e sabedoria.

3. Reparação: Esta terceira finalidade da Reencarnação refere-se ao fato que o homem, ao praticar o mal, necessitará arcar com as consequências desse ato.
E dessa maneira a Reencarnação funciona como um corretivo ao Espírito culpado.
O homem sofrerá com a mesma intensidade durante outras encarnações aquilo que ele fez sofrer.
Contudo, a Reencarnação não é tão somente um elemento corretivo, mas é também um elemento reparador.
Nas Reencarnações sucessivas, o homem será posto em íntimo contato com todos aqueles a quem causou todo o tipo de malefícios e infelicidades para que possa oferecer justa reparação.

Ancestralidade – Segundo Juremeiro Neto.

Como vimos anteriormente, cada um de nós temos o nosso carma espiritual, e como ele o nosso ancestral.

O Rei de Nossa Corrente espiritual, é o responsável pela força espiritual do Dono de nossa corrente. Sucessivamente e transferido para nós.
O Dono das Nossas Correntes Espiritual e uma Determinação do Divino Pai Eterno, através de uma grande avaliação os Espíritos Evoluídos encantados que traça um caminho que temos que percorrer na Terra.
Esse percurso e dado a uma série de atividades e aprovações que temos que passar para que estejamos apto a assumir em um dado momento da vida espiritual a nossa missão verdadeira dentro da Jurema Sagrada.
Há Discípulos que tem a missão se preparar espiritualmente, para dar suporte espiritual no anonimato a família e ao seu ciclo de amizade e outros para serem Juremeiro Mestre, ou ser eternamente membro de uma comunidade, porém atuante.
Pois a Jurema Sagrada de Tupã e uma grande comunidade que não tem necessidade de cada membro ter a sua própria cidade, ele tem a sua cidade base e atua em sua casa, e seu suporte em suas renovações e de seus discípulo e na cidade de encantamento onde foi consagrado.

O Príncipe da Nossa Corrente, e um elo pelo umbigo espiritual a maternidade, ou seja, a mãe.
Logo para sabermos com exatidão que é o Príncipe e ou Princesa de nossa corrente se no caso for algum índio que em geral seja, segue os seguintes passos para saber com exatidão:

  1. Qual é cidade onde nasceu.

  2. Qual é a cidade onde seus pais Nasceu.

  3. Qual é o estado onde entrou os seus ancestrais.

  4. Qual é as etnias indígena dessa região.

  5. Qual é a linhagem espiritual do dono das correntes de sua mãe e ou de seus ancestrais.
    Tendo esses dados, vamos ver quais são os encantados que está ligado a sua mãe, e que dai e a sua herança espiritual.

O Dono das Correntes, No caso do Dono das Correntes tanto pode ser Herança do Pai e ou da Mãe.
Que a pesquisa também e feita da mesma forma.
Há Caso que o Dono das correntes teve contato em vida com um ancestral, ou paterno ou materno e que se formou um elo.
O Dono das correntes tem como missão convidar encantados conforme e a sua necessidade, e ou a missão que receberá durante a vida do médium.
A grandeza da interligação do médium com o encantado Dono das Correntes e tamanha, pois, quando o Espírito do Médium e escolhido a nascer e traçado com antecedência astral o caminho que tem que percorrer.
Cabe ao Dono das Correntes prepará-lo para que tenha um esclarecimento no decorrer de sua vida até que tenha que assumir uma missão espiritual.
Não temos que ficar olhando para os lados e esperando que algum milagre possa aparecer e ou ganhar o grande prêmio da loteria para realizar-nos tudo que temos vontade de fazer.
Ou ficar criando situações para que as pessoas ficam sensibilizadas e venha lhe dar dinheiro para realizar os seus sonhos.
Passamos por período de aprovações cujos quais será para fortalecimento de nossa fé e persistência.

O Dono das Correntes, lhe dar a oportunidade de Aprender.
Se no caso deixa passar isso por qualquer motivo.
A Preguiça e o pior, com sua morte a sua vida na terra será avaliada se cumpriu o que lhe foi determinado a fazer.
Tendo que se reencarnar novamente ou não.
Porém o Dono das Correntes tem outros meios de trabalhar para dar continuidade a sua missão espiritual.

Se o Médium Fazer de Rogado, ou seja, se sentir muito Caro, muito especial ao ponto de pensar que e melhor que as pessoas que e o único a ter uma espiritualidade melhor do que a maioria.
Fazer de Rogado ao ponto de achar que a espiritualidade esta ganhando com a sua presença. E lhe tirado a suas forças espiritual e ficando somente com seus conhecimentos e lhe tirado as suas forças espiritual.

O Juremeiro Mestre tem as suas forças espiritual contidas:

  1. Mão – São elas que são consagradas para tirar um carrego negativo e lavada nas ervas para depois dar uma oferenda ao um encantado.

    1. Quando e chegado a hora da consagração das mãos tem um ritual especial para que essa situação.

    2. Há energia em suas mãos, Como instrumentos capazes de captar e transmitir energia positiva e negativas, as mãos são usadas para restabelecer o equilíbrio físico e emocional.

    3. O Juremeiro Mestre tem que saber trabalhar com perfeição pois o Dono das Correntes está passando a sua energia através de seu tato.

    4. O Juremeiro Mestre tudo que for realizado dentro da Jurema teria que ser feito pelo Dono das Correntes por isso que e lhe passados alguns dons para o mesmo faça utilizando somente as mãos.

    5. Do Descarrego, as oferendas ao batizado e renovações e utilizando somente a força das mãos do Juremeiro Mestre.
      E por isso que tem que estar sempre de corpo limpo e coração puro.

  2. Pé pode ser que muitos acha que os Pés não tem força na espiritualidade.
    O Pés e consagrado pois ele toca a terra e ao bater forte no chão e falar as palavras de invocação, abrirá uma força espiritual para que os encantados lhe seja ouvido.

    1. Os Pés e o símbolo de nosso caminhar

      1. Espiritual

      2. Material

      3. Carma

      4. Darma

         

  3. A cabeça e o centro da energia.

    1. A Moleira a sua localização e Chamado de Croa e onde recebemos as forças espirituais.

    2. Os Olhos a Vidência

    3. Os Ouvidos a Audição

    4. A Boca do Dom de Falar com os encantados

  4. Umbigo espiritual e um cordão invisível que liga ao dono de suas correntes e ao mundo espiritual.

Ligações Espirituais

Vamos ter alguns exemplos de ligações espirituais.
Caboclo Arranca Toco, em vida era amigo de Caboclo Bravo, Rompe Mato etc..
O Vaqueiro Zé da Virada com o Zé Vaqueiro.
O Mestre José Gomes com os cangaceiros Zé de Canito e Pinga Fogo.
Quando um discípulo tem um deles o outro que andava junto faz parte das correntes, e ligações espirituais, pode ser que um ancestral tenha conhecido em vida.

Mestre Dono da Sala.

É o último encantado a se apresentar porém as suas características com o Juremeiro e muito grande porque a sua presença e muito grande.
O Mestre (a) dono da sala e dos encantados das correntes mais trabalha, ele recebe e acolhe todos cuida trata e depois e esquecido pois os trigos vão para o Dono das correntes.
É lhe dado a missão de trabalhar e dar caminho as pessoas e para o Dono das correntes aceitar ou não dentro da Jurema Sagrada.
O Dono das Correntes não tem ligação espiritual com as ancestrais do Médium, porém os seus atos e atitudes passa ser parte da vida do médium por causa de sua grande presença.

Apresentação

Na Grande Realidade a apresentação e realizada com a presença do Mestre da Sala e ele que apresenta o seu afilhado já de coração a AVALIAÇÃO E APROVAÇÃO DO DONO DAS CORRENTES.
Essa Avaliação e realizada no decorrer do passar dos tempos.
Poderá ser aceita ou recusada.
A Apresentação do dono das correntes passa avaliar o coração e realmente quem é a pessoa por dentro.
Como estamos falando de um encantado iluminado, sempre há esperança que as pessoas mude o seu comportamento em convívio com a sua doutrina da Jurema Sagrada e com o Juremeiro Mestre, pois o Juremeiro passa ser a sua representação vida de sua forma de atuar.
Quando falamos em algum encantado na hora e remetido a imagem do médium. É por isso que temos esta sempre de corpo limpo e banhado com ervas afim que a nossa energia seja sempre positiva.

Juremeiro Neto

Fica a Dica
– Não são todos os Lideres que tenta igualar os seus discípulos o seu conhecimento. Em geral se acha intocáveis.
Se de o valor e valorizar.
Tudo no mundo ha limites.
Se o Dono das suas correntes lhe der as costas isso só e feito uma vez.