Pajé Rio Verde

O Príncipe das Águas Claras Pajé Rio Verde

É da etnia dos índios Yanomami, nasceu Gêmeos com Rio Negro e tendo como irmã Princesa Flora, Filho do Príncipe Fleximar e Rainha Aurora ou Cabocla Kayala.
cropped-cropped-00511.jpgYanomami”

É uma palavra criada pelos antropólogos a partir da expressão ianomâmi. Yanõmami thëpë, que significa:

Ser humano, por oposição a yaro (animal de caça),
Yai (ser invisível ou sem nome)
Napë (inimigo, estrangeiro, branco, não yanomâmi).
Os Yanomami são uma das maiores tribos relativamente isoladas na América do Sul.
Eles vivem nas florestas e montanhas do norte do Brasil e Sul da Venezuela.
Como a maioria dos povos indígenas do continente, os Yanomami provavelmente migraram pelo Estreito de Bering entre a Ásia e a América cerca de 15.000 anos atrás, seguindo lentamente para a América do Sul.

A Cultura Yanomami

Não permite que a mãe Yanomami tenhas filhos Gêmeos, segundo a sua cultura o segundo filho a nascer não tem alma é uma maldição para a tribo tem que ser sacrificado, ou deixado as margens dos Rios ou Dentro das Matas como oferendas para os Espíritos Ruins.
Outro ato e com uma certa idade o Pai e o Pajé cava um buraco e põe a criança dentro joga terra e dança pisando na criança sobre uma camada fina de terra deixando agonizando até a morte como ato de oferenda para o Espirito do Mal.
Criança com deficiência física, gêmeos, filho de mãe solteira ou fruto de adultério podem ser vistos como amaldiçoados dependendo da tribo e acabam sendo envenenados, enterrados ou abandonados na selva.
Uma tradição comum antes mesmo de o homem branco chegar por lá, mas que fica geralmente escondida no meio da floresta
RIO VERDE009
Quem Foi o Pajé Rio Verde

Sendo Pajé Rio Verde tendo um irmão Gêmeo com o Caboclo Rio Negro e dos irmãos e o mais velho.
O Caboclo Rio Negro, já com seu destino traçado era a sua morte.
No desespero a sua Mãe Kayala desceu o Rio Amazonas com o filho Caboclo Rio Negro em um barco, deixando para trás o Pajé Rio Verde aos cuidados pela sua irmã mais velha a Cabocla Princesa Flora e o seu Pai Marido Caboclo Príncipe Fleximar.
O Caboclo Príncipe Rio Negro, deve a sua vida salva pela sua Mãe, os homens da Tribo ficou no aguardo na esperança da Mãe cumpri a tradição, do abandono da criança nas margens dos rios ou dentro das Matas.
Que deu margem de fuga para os dois mãe é filha.
Porém a sorte do outro irmão que ficara na tribo o Pajé Rio Verde mudará, pois o costume da tribo seu irmão estaria vivo ainda e ele não poderia contrair o matrimônio e teria que permanecer virgem por toda a sua vida.
arquipelogo-de-mariua
A Cabocla Kayala ao chegar no Arquipélago de Anavilhanas Encantou -se como a Rainha Aurora do Reino das Águas Claras de Rio Verde.

E conhecido como Reino de Rio Verde dando esse nome ao nobre filho que para trás com o seu Pai e irmã Princesa Flora.
Princesa Flora se encantou mais adulta na Praia dos Lençóis.
O Caboclo Príncipe Rio Negro desceu o Rio Amazonas e de lá segue através do Rio Tocantins adentrando pelas matas até o Rio Preto na Bahia hoje Santa Rita.
Foi criado pelos índios Acroás nas margens do rio preto, onde eu Juremeiro Neto tenho como Herança da minha Bisavó maternal que era uma índia – (Acroás) Os Xakriabá, também chamados xicriabás, são um grupo indígena que habita a margem esquerda do rio São Francisco (na Área Indígena Xacriabá) e o município de São João das Missões (na Terra Indígena Xacriabá Rancharia), no estado de Minas Gerais, no Brasil.
No passado, também eram chamados Acroás e habitavam a Bahia, onde também foram chamados de Coroás, o Piauí, onde foram chamados de Gamelas, e no Estado de Goiás. Falam um dialeto da língua Akwe.
Os Xakriabá têm um longo processo de contato com os primeiros Bandeirantes que chegaram a Minas Gerais e pela Missão de São João.
Entre os índios Acróas, onde foi criado o Caboclo Rio Negro as margens do Rio Preto, sendo o dono das minhas correntes espirituais é o seu irmão gêmeo do Príncipe das Águas Claras Caboclo Rio Negro que é o Príncipe do Reino das Águas Claras Pajé Rio Verde são índios Yanomami, da Tribo dos Waíukas.
sol123
Vida Adulta dos Irmãos Pajé Rio Verde e Caboclo Rio Preto

O Caboclo Rio Negro teve contato com o Homem Branco, no caso os Bandeirantes, foi para guerra e foi morto em combate sendo assim no mundo do encantamento ele vem como Caboclo Rio Negro, Mestre Rio Negro e Guardião dos Portais do Reino das Águas Claras Rio Verde.
No ato da morte do seu irmão o Rio Verde tinha se tornado o Pajé mais Jovem da Aldeia e adentrou mata adentro, encantando-se.
O Pajé Rio Verde encantou-se nas águas do Rio Amazonas que levava o seu nome de Rio Verde para a sua tribo e claro.
rio verde e rio negro
Tanto nas junções das águas o Rio Negro e Solimões nasce o Rio Amazonas. É que de certa forma o Rio Negro some exatamente de sua tribo com sua mãe na fuga no Rio Amazonas.
O Pajé Rio Verde e o encantamento do Rio Amazonas que leva o seu nome e o encantamento do canto do pássaro o Uirapuru conforme o seu lírio e se apresenta aos seus discípulos no voo dos pássaros quando e lhe feito qualquer tipo de oferenda ou Pajé.

O Pajé Rio Verde – na Jurema torna se o Príncipe das Águas Claras.

Após encantar-se como Pajé Rio Verde, como não teve contato com o Homem Branco o Caboclo Pajé Rio Verde torna se um Pajé Surrupira.
Pertencendo também à família Surrupira. São nativos e vivia no meio das Matas Amazônicas. Ao contrário de seu irmão Rio Negro que não é um surrupira, pois conheceu o homem branco.

Reino das Águas Claras – sua Rainha Aurora
Arquipélago de Anavilhanas

À cerca de 100 km da cidade de Manaus (AM), Anavilhanas fica nas proximidades do município de Novo Airão. O arquipélago está inserido no Parque Nacional de Anavilhanas que possui mais de 340.000 hectares, e está sob proteção federal.

Já imaginou ver de perto esse labirinto natural, cercado por mata virgem e banhado pelas águas do Rio Negro?

Saiba que chegar neste paraíso amazônico não é tão complicado para quem parte de Manaus, o trajeto pode ser feito de carro e não demora mais que 2:30 h.

Arquipélago de Mariuá

Localizado no município de Barcelos (AM), foi descoberto em 1922 por satélites da NASA e foi registrado como o maior arquipélago do mundo, possuindo mais de 1.400 ilhas, banhado pelo rio Negro, assim como Anavilhanas.
Essa imensidão amazônica possui 140 Km de extensão e 20 Km da largura e faz parte do Parque Nacional do Jaú. Este mosaico de ecossistemas naturais abriga uma quantidade chocante de fauna, flora e também sociocultural, que compõe um cenário deslumbrante.
Esse Reinado tem Os Caboclos das Águas, Príncipe Boto, Caboclas Ondinas, Meninas das Saias Verdes, Princesas do Fundo do Mar que são Elisia, Rosa Vermelha e Mariazinha, Os Marujos, as sereias, Príncipe Rio Verde e Príncipe Rio Negro, Príncipe Rio Mar e ou Maresia, Princesa Flora, entre outros mais.
rio verde                                    Juremeiro Neto – 62 99934-3113