Rasteira

Exite vários termos utilizado para se fazer um mal para alguém, o mais comum é a palavra RASTEIRA.
WhatsApp Image 2017-04-11 at 10.11.43
Os outros termos falados são:

  • Rodar Panela;

  • Fazer uma Panela;

  • Queima Panela;

  • Estoura Panela;

  • Fazer um Catimbó;

  • Jurema de Chão (uso antigo em algumas regiões de termos errôneo)

Mas há pessoas que chama os termos acima por Jurema de Chão, que anos após anos eu Juremeiro Neto, venho divulgando que a Jurema de Chão e a Jurema do primeiro Reinado da Jurema Sagrada que é de Tupã, Juremal, Jurema de Caboclo ou Jurema de Chão.

As reuniões se realizava no abaixado no meio da Mata ou nas margens de um rio ou em uma praia deserta no pé da fogueira.

Que os membros ou sentava no chão ou em toco, que os primeiros Juremeiros colocava os pés no chão e vestia a roupa que tinha mesmo, não havia vestimentas especiais, porém não iria se vestir igual ao seu Padrinho Mestre de Jurema que era Pajé (nudez).

Foi chamado por de Jurema de chão quando nasceu o Segundo Reinado, sendo a evolução de agregamento de ritos e valores pelos motivos sociais e necessidade do Juremeiro da época, que é o Reino do Vajuca.

Que já passou a realizar as suas Giras no Pé da Serra que alguns tinha propriedade de terra, e as giras era realizada sob as árvores, sendo que uma mestra era cultuada sob o pé de Imburana e assim sucessivamente. A senhora rainha para rito sagrados. Batismo e Reforço da Jurema.
FT6
O que é Bruxaria

A palavra bruxaria, segundo o uso corrente da língua portuguesa, designa o uso de poderes de cunho sobrenatural, sendo também utilizada como sinônimo de feitiçaria.

Existem três pontos de vista principais sobre o que é bruxaria:

O Primeiro ponto de vista é o antropológico, que demonstra a bruxaria é sinônimo de feitiçaria;

O Segundo é o histórico, que através de documentos escritos coloca qualquer tipo de bruxaria como uma prática ligada ao culto ao diabo;

O Terceiro é o da bruxaria moderna ou hodierna, que defende a bruxaria como religião pagã (ou neopagã).

Bruxos (as)

É importante ressaltar que determinadas ramificações modernas, não reconhecer o diabo, dentre outros elementos judaico-cristãos, em suas práticas.

Segundo os Wicca (uma vertente da bruxaria moderna).

A reintegração do ser humano à natureza é parte fundamental.

A confusão entre bruxaria e magia levou muitos praticantes e leigos a criarem equivocadamente a dicotomia “bruxos brancos” e “bruxos negros”.

Supondo que os que praticassem apenas o “bem” seriam bruxos brancos, e os que praticassem apenas o “mal” seriam bruxos negros.

Porém, praticantes de bruxaria, em seu sentido mais lato, não se pautam pelos conceitos vulgares de bem e mal, considerando toda e qualquer magia como cinzenta, luz e escuridão, positivo e negativo, “bem” e “mal”.

Tradições de bruxaria ou feiticeirais são conjuntos de crenças e práticas de bruxaria específicas e independentes, estabelecidas a partir da influência de culturas locais ou pela criação de novas linhas iniciáticas, geralmente a partir de um iniciado de grau elevado em outra tradição.

A magia foi outra das causas da Inquisição; era o culto da superstição, sortilégio, alquimia, culto e pactos com o demônio, que se faziam no “Sabath”.

A crença na magia e nas “bruxas”, sempre existiu nos tempos antigos e medievais. A justiça leiga combatia a magia e perseguia os magos e as bruxas severamente e os levava ao fogo.

A legislação os reprimia; muitas vezes, eram punidos de leve pelo tribunal eclesiástico, mas depois eram de novos castigados com a morte pela justiça leiga.

Na magia o sujeito pretende ter domínio sobre as forças da natureza e assim produzir fenômenos contra ela, com auxílio de forças ocultas vindas do além, onde entra muita superstição (rezas, adivinhações, amuletos, elixires, etc.).

Inquisição

O Padre Jesuítas no Brasil, não enfatizava a presença de Cristo mais sim que os índios eram feiticeiros e bruxos.

Então a palavra fumaça e igual a falava Catimbó, ou seja, o que saia do cachimbo do Pajé era o Catimbo sendo assim catimbó passou a ser uma palavra pejorativa sinônimo de bruxaria.

Na Europa no final da inquisição, os bruxos eram mandados para o Novo Mundo, América, como castigo, pois foi proibido serem queimados e a prática de torturas
Para não serem torturados os que era condenado a Bruxo, sendo que alguns não era dessa prática somente que tinha conhecimento das ervas e fazia curas com elas, era visto como praticante da Bruxaria, na grande realidade e que os Padres Jesuítas quando a família tinha alguma posse para tomar para a igreja os seus bens, era acusado de prática de Bruxaria pois era eliminado e seus bens confiscados.

A bruxaria apela para a intervenção do demônio;

Segundo os historiadores, tudo isso gerava sérios problemas sociais, morais e religiosos;

Os magos e bruxos com os seus “poderes” amedrontavam a população e tiravam proveito disso.

Tomavam dinheiro de seus clientes mediante “trabalhos” que envolviam assassinatos, envenenamentos, infanticídios, fraudes, violências e orgias sexuais.

Eram recomendados feitiços de muitos tipos: para prejudicar pessoas, matar animais, conseguir amor ou desamor, morte, cegueira, doença, envenenar cursos de água, matar plantações e gado, provocar tempestades, raios, incêndios, etc.

No Sabath se realizava a “missa negra” nos dias santos, com a imagem de satã sobre o altar, nessa famosa assembleia do sábado à meia-noite onde as bruxas e bruxos se reuniam sob a presidência do diabo em forma de bode.

Os Tipos de Bruxaria Existentes

BRUXARIA ALEXANDRINA – Fundada na Inglaterra nos anos 60, por Alex Sanders. Esta Tradição é quase uma “dissidência” da Gardneriana.

BRUXARIA CERIMONIAL – Como o nome já diz, é baseada na Magia, Cerimonial, com um toque de magia egípcia e magia cabalística

BRUXAS HEREDITÁRIAS – São as Bruxas que tem uma ascendência pagã (mãe, tia, avó, etc) e que foram ensinadas “diretamente” por elas.

Mensagens psíquicas, sonhos, etc, não contam.

Mas algumas Tradições Familiares “adotam” pessoas de fora, em sua dinastia.

BRUXARIA PICTA – Bruxaria escocesa.

É uma forma solitária da Arte, basicamente mágica e com poucos elementos religiosos.

BRUXAS SOLITÁRIAS: As Bruxas que praticam a Arte solitariamente, independente da Tradição que se umen, são chamadas de Solitárias.

Existem diversos tipos de Bruxas Solitárias: algumas foram Iniciadas em Jovens e decidiram desligar-se e continuar sozinhas o Caminho.

Também pode ser uma Bruxa que não quer ligar-se à nenhum Jovem estruturado, mas escolhe uma Tradição e a segue através dos ensinamentos de outra Bruxa.

E, finalmente, existe a Bruxa Solitária que decidiu estudar sozinha, através de livros e do intercâmbio de experiências com outras Bruxas de diferentes Tradições.

BRUXARIA CALEDÔNIA – De origem Escocesa, era conhecida antigamente como Tradição Hecatina.

BRUXARIA ECLÉTICA – Indica que a Bruxa não segue nenhuma das Tradições em particular.

Ela estuda diversos sistemas mágicos e Tradições e aplica, para si, aqueles que se adaptam melhor à sua realidade.

WICCA (BRUXARIA GARDNERIANA) – Organizada por Gerald Gardner, na Inglaterra, nos anos 50.

Gardner foi uma das poucas pessoas, em sua época, determinadas a não deixar morrer a Antiga Religião, e assumiu o risco de divulgá-la na mídia.

É uma Tradição que apresenta práticas cerimoniais e rituais mais estruturadas e complexas.

SEAX-WICCA: Fundada por Raymond Buckland em 1973.

Apesar de ter influência Saxã, foi criada por Buckland sem que ele se desligasse totalmente da Tradição Gardneriana.

STREGARIA: Segue os princípios de uma Tradição iniciada na Itália, em 1353.

BRUXARIA TEUTÔNICA: Também é conhecida como Tradição Nórdica.

TRADIÇÃO DIÂNICA – Esta Tradição é centrada principalmente na Deusa e é basicamente feminista.

TRADICIONAL INGLESA – Uma combinação das crenças Celtas e Gardnerianas.

WICCA CELTA – Utiliza o panteão Druídico/Celta, mesclado com alguns rituais Gardnerianos.

Cadeira de Torturas usadas pelos Padres Jesuítas

O Que ser Bruxo por Juremeiro Neto

O que vamos falar a seguir tem que ter muita atenção.

O Bruxo e igual a ser um Juremeiro, pois todos os Juremeiros são um Bruxo, o que e ser bruxo no sentido da palavra e ter um Dom mediúnico.

Essa Mediunidade ela serve para realizar uma invocação de um portal de encantamento e apresentação de um novo Bruxo ao mundo dos encantados.

Que na realidade Bruxo quer dizer que a pessoa tem uma força de contatos com espíritos e com isso alguns espíritos e encantados lhe tem apresso pelo falo que foi marcado por Deus e ser um Bruxo. Em vir a terra e realizar grandes caridades e benefícios, fazendo que seus fiéis passa a seguir o que ele acredita tais como a sua Madrinha e Protetora Nossa Senhora da Conceição.

Agora vamos ver a diferença de ser um Bruxo do Bem e um Bruxo do mal, ou seja, ser um Juremeiro que trabalha com seus encantados para dar caminho e paz as pessoas ou ser um Juremeiro que só deseja o mal aos outros por ser uma pessoa infeliz, invejosa e impas de lutar e vencer e esse ímpeto traz forças negativas e essas força o conduz a realizar magia contra pessoas indefesas.

Mas a Jurema ela e Madrinha, e Justa não pune uma pessoa de grande coração e por isso que tem que ter uma firmeza forte.

No Caso da Jurema de Caboclo, e dito sempre que a maior força do Juremeiro não está no Mestre e ou Mestra.

A Maior força do Juremeiro está em fortalecer o seu caboclo e ate a sua consagração fazer com que ele acredita e veja o seu coração que você e uma pessoa do bem e que deseja sempre prosperidade a você e as pessoas. Livre de qualquer sentimento negativo de bruxaria negativa.

Esse é um forte exemplo de Bruxaria está na Natureza para abrir um portal para que possa realizar um ato, que no caso e para o bem.

Quando um Juremeiro faz um ritual de descarrego tirando um mal ele está fazendo uma Defesa isso e uma Bruxaria do Bem para quebrar a Bruxaria do Mal.

Não usamos esse nome de Bruxo por nos remeter a ser uma pessoa ruim, ate mesmo eu sou um Juremeiro pois tem que explicar o que e isso as pessoas comuns.

Em geral eu sou espírita. Lembramos que a Jurema de Caboclo dá todos os caminhos as pessoas, e quando o Príncipe das Águas Claras Pajé Rio Verde detecta o coração de seus discípulos que tem desejos do que não lhe pertence, balança o Tronco da Jurema de Caboclo para que as sementes podres venha cair, e seguir outro caminho outra raiz que não seja da Jurema de Caboclo.

Quando o Mestre vai para o pé da Fogueira, e para Jogar fumaça, a fim de realizar algum ato em prol de alguns discípulos da sua aldeia.

Que ha uma grande diferença em deseja ter um bem material, e lutar para que aquilo venha a se concretiza, desejar está bem de vida e ser uma pessoa prosperar e uma obrigação de quem tem Deus no coração.

A Defesa

A grande defesa do Juremeiro da Jurema de Caboclo é o caboclo mesmo ele sendo de mestre, pois a maior força dentro de todo mundo espiritual e o caboclo.

É índio ele não gosta de homem branco, e só se aproxima se ver o seu coração.

Tem médium que manifesta a vida toda espiritual com seu caboclo e ele só tem a obrigação de vir e trabalhar mais não tem o seu médium como amigo.

Por não confiar pois seu coração, lembramos que o Caboclo sabe o que está no seu coração e não confia que sai de sua boca, e quando falar com ele e falar com o coração primeiro.

A defesa do Juremeiro, e saber o que foi feito, com certeza, para utilizar o material ao contrário para se fortalecer.

Não existe fechamento de corpo para o mal, e fechar o corpo para o mal se fecha para o bem.

O que tem que se fazer e o tempo todo ficar com sentinela e ver com os encantados responsáveis pela sua vida espirital para retirar todos as energias negativas e sempre esta fortalecendo e positivando a sua áurea.

O Banho de quebra demanda e um descarrego muito forte, eu digo sempre a todos, “Esse banho e muito forte, afasta ate o Anjo da Guarda, e por isso que temos que tomar banho de Caboclo e Mestre para trazer e fortalece a forças positivas já que as negativas foi retirada”.

Alguns tipos de Defesa para o Juremeiro.

________Fumaça de Defumador

O defumador é utilizado para a limpeza espiritual de ambientes e defumação do corpo das pessoas e deve ser feito com carvão em brasas, incensos e ervas de defumação. Também as ervas de defumação existem que atraem as correntes e os que afasta os obsessores, que são:

  • Defumador Cheiroso que é o positivando e atraindo as correntes.

  • Defumador Pesado que afasta as correntes negativas.

Os defumadores são de orientando pelo Padrinho Mestre e ou Caboclo e Mestre da Jurema Sagrada que faz parte.

A finalidade do carvão é para retirar as vibrações negativas enquanto o há ervas que atrairão as vibrações positivas, no caso de ervas mais forte tem a finalidade somente de afastar as vibrações negativas.

O defumador positivo tem conter incenso puro de boa qualidade.

MODO DE FAZER DEFUMAÇÃO EM CASA.

Defumação Positivando a casa.

  • Acenda o carvão em brasas em recipiente próprio;

  • Abre todas as portas e janelas;

  • Coloque um copo com água pura na porta de entrada que deverá ficar aberta;

  • Passe o defumador dos fundos para a frente da casa;

  • Ao sair pela porta da frente, deixa acabar o resto de incesso e ervas queimando realizando a defumação e posteriormente apague as brasas com a água do copo que lá estava, despachando os resíduos na natureza;

Defumação pesado para Afastar Correntes de Obsessores e Exu.

A limpeza dos ambientes também poderá ser feita exclusivamente com fogo, procedendo-se da seguinte maneira:

  • Faça um defumador Pesado;

  • Em cada cômodo coloque um pequeno alquiar de barro com uma bola de algodão embebido em álcool;

  • Abre todas as portas e janelas;

  • Na porta de entrada um copo de Água;

  • Acenda cada algodão dos fundos para a frente da casa;

  • Passa o defumador pesado;

  • Terminado a defumação deixamo do lado de fora da casa e volta apagando o fogo dos fundos para a frente da casa. É falando as palavras correspondentes a esse descarrego que deve ser passado expressamente pelo Caboclo, Mestre e o Padrinho Mestre da Jurema Sagrada.

  • Apanhe a brasa do defumador pesado com o copo d’água que ficou na entrada;

  • Em seguida faça um defumador positivo em sua casa.

  • Jogue Água Benta em toda a Casa;

  • Jogue uma Colonia de Ervas, pode ser de Alfazema.

Fumaça da Defumação – Essa Fumaça e a principal pois ela contentem as essências Cada erva sagrada tem um significado e é importante conhecê-las para fazer uma boa defumação, seja em sua casa ou em um estabelecimento público ou comercial.

ALECRIM: Limpa o corpo e o espírito, pois é a erva de Caboclo, defesa dos males, tira inveja e olho gordo, protege de magias.

Afasta maus espíritos e ladrões. Felicidade, cura, proteção, purificação e justiça. Ajuda na recuperação e no tratamento de doenças.

Proteção na área profissional, Estimulante para concentração, adivinhação, memória e estudos.

ARRUDA: Abre o caminho atraindo bons fluidos, limpando as larvas astrais dando força e liderança. Corta correntes negativas, defende dos males, remove o efeito de feitiços, corta correntes negativas. Intensifica a força de vontade auxiliando a pessoa que a usa a realizar seus desejos. Proteção.

ALFAZEMA: Atrativo feminino, deixa o lar mais suave, limpa, purifica e traz o entendimento, limpa o ambiente e atrai prosperidade e bons negócios, bem como pessoas amigas. Acalma, purifica e traz o entendimento, equilíbrio e harmonia. Amor, sorte e proteção espiritual em todos os aspectos. Favorece a clarividência

ANIS ESTRELADO: Atrativo. Chama dinheiro, propicia boas amizades, bons caminhos, paz e triunfo. Adivinhação, purificação, sorte, amor.

Atua tanto no nível material quanto no emocional, produzindo estímulo de natureza positiva. Renova as energias e atrai proteção espiritual contra qualquer mal.

AÇÚCAR MASCAVO: Atrai dinheiro e promove limpeza astral

BENJOIM: Elimina bloqueios espirituais Atrai energias positivas e combate energias negativas. Purifica o ambiente.

Harmoniza nosso raciocínio e diminui a nossa agressividade.

Destrói as larvas astrais.

Elimina bloqueios espirituais.

Para pedidos de ajuda a deus.

BAGAÇO DA CANA-DE-AÇÚCAR – (palha) Atrai melhores condições financeiras.

CRAVO DA ÍNDIA: Atrativo e chama dinheiro e dá força á defumação.

EUCALIPTO QUE FAZ O ÓLEO: Atrai a corrente de Caboclo.

GUINÉ: atua como um poderoso escudo mágico contra malefícios.

Incenso: limpeza em geral, destrói as larvas astrais.

Aliado a outros elementos potencializa os efeitos dos mesmos.

LEVANTE: Abre os caminhos do ambiente.

LOURO: Abre caminho, chama dinheiro, prosperidade e dá energia ao ambiente, abre caminho, chama dinheiro, prosperidade e dá energia ao ambiente. Negócios, adivinhação, proteção, força, saúde. Atrai a corrente de caboclo.

MANJERICÃO: amor, purificação espiritual, proteção. Chama dinheiro.

MIRRA: facilita o contato com os planos superiores, criando no ambiente uma atmosfera de prece e oração. Usado para limpeza astral da casa, afasta maus fluidos e estimula a intuição. Poderoso no equilíbrio das funções do corpo, balanceando o físico e o espiritual. Descarrego forte, afasta maus espíritos. Boa sorte, meditação, cura e proteção. Incenso sagrado usado para limpar após os rituais, e durante eles. Também é usado quando se vai se desfazer alguma demanda ou feitiço.

MADRESSILVA: Desenvolve a intuição e a criatividade, favorece também a prosperidade.

ROSA BRANCA: Paz e harmonia

SÂNDALO: Atrativo do sexo oposto e também ajuda a conectar com a essência Divina.

PALHA DE ALHO – Afasta maus espíritos, usado para eliminar formas negativas de pensamentos obsessivos. Afasta más vibrações e maus espíritos.

BAMBU (folha) – Afasta espíritos vampiros

CANELA – Destrói as larvas astrais, Justiça Divina

INCENSO – Destrói as larvas astrais

PÓ DE CAFÉ: contra entidades negativas. Elimina formas pesadas de da natureza

AMESCLA: O Defumador do Amanhecer, Mescla ou Amescla é conhecido popularmente como BREU BRANCO ou BREUZINHO e é extraído de uma árvore abundante em todo o Brasil, principalmente próximo ao cerrado e brejos.

Cuidado, existe o Breu Amarelo e o Breu Preto, o que usamos é o acastanhado e acinzentado. Força Vital de Caboclo.

_______Fumaça do Cachimbo

Cachimbo da Direita: O Fumo utilizado no Cachimbo e o Branco, uso uma marca chamada trevo.

As ervas utilizadas na defumação é a mistura do cachimbo, sendo que cada mestre tem a sua receita.

Cachimbo da Esquerda: O Fumo usado e o fumo de rolo que o mestre chama de barrão.

As Ervas e ingredientes são as que leva no banho de quebra demanda, mais alguma coisa que o mestre põe na hora.

_______FRAGRÂNCIAS FORÇA DAS CABOCLA E MESTRAS

Absinto – Amor e Magia

Acácia – Harmonia psíquica e tranquilidade

Alecrim – Proteção e boa sorte

Alfazema – Acalma, Limpa e clarividência

Almíscar – Romance e amor

Âmbar – Atrai riquezas, energizante, coragem e autoconfiança

Arruda – limpeza psíquica e física

Bálsamo – Inspiração e relaxamento

Benjoim – Atrai energia positiva e proteção física e psíquica

Camomila – Calmante, boa sorte, bons sonhos

Canela – Negócios, prosperidade e sucesso

Cânfora – Limpeza da aura, purificação e harmonização

Cedro – Relaxamento e purificação

Cravo – Concentração, limpeza astral e amor

Dama da Noite – Romance e amor

Erva Doce – Atração, prosperidade

Eucalipto – Paz

Flor de Laranjeira – Boa sorte e amor

Gerânio – criatividade e vitalidade

Hortelã – Prosperidade e bons sonhos

Jasmim – Tranquiliza/Relaxa/Amor , união e inspiração

Laranja – Paz

Maçã – vitalidade e boa sorte

Madeiras – Harmonia e Paz , força e sucesso

Mel – boa sorte e prosperidade

Menta – Estudos

Mirra – Elevação mental/ Limpeza , proteção e purificação

Morango – boa sorte

Nós Moscada – Negócios/ Prosperidade

Ópium – Inspiração e criatividade

Orquídea – Afrodisíaco, harmonia, amor, beleza

Patchouli – Afrodisíaco; anti-depressivo, amor, clarividência, atração

Pêssego – Boa sorte

Raízes – Harmonia

Rosas Brancas – Harmonia, purificação

Rosas Vermelhas – Paixão, comunhão espiritual

Sândalo – Meditação

Verbena – criatividade, inspiração e bons sonhos

Vetiver – estimulante, sucesso

Violeta – paz, humildade

O ATAQUE

Temos Três palavras:

A Primeira é do Pajé Rio Verde, não atacamos nos defendemos e realizamos presente ao Caboclo de nosso inimigo para que ele possa da prosperidade tamanha a ele que possa esquecer de sua existência.

A Segunda Palavra é do Mestre Zé Maria, É proibido atacar um inocente, só por dedução que ele lhe fez algum mal, sem provas concretas, e mesmo tendo a Prova que fez, não vai se igualar ao nível dele.

Se defenda sempre realizando uma rasteira com o seu Esquerdeiro e Bruxo para que ele quebra as forças de seu inimigo na força do Catimbó

A Terceira Palavra e do Mestre Zé Mulambo, Não crio afilhado para ser floxo, “Eu sou uma raça de Nego que antes de apanhar eu Dó”

Eu tenho a preferência de realizar o que o Pajé Rio Verde sempre me orienta.

Na realidade o Ataque não tem uma receita. E a força mediúnica de cada Juremeiro.

Tem que buscar a força de seu bruxo para que na hora que ele for realizar a sua rasteira ele manda buscar os ingredientes necessários que ele está precisando para os seus atos.

*Lembramos quem tem a mão preparada para dar vida, não tem mão para a morte.

A Mão que abençoa nunca pode ser levantada para realizar uma maldade contra qualquer que seja o indevido um inimigo ou um mal feitor.

Fica a critério de cada Juremeiro escolher o seu caminho dentro da Jurema Sagrada.

Lembramos os históricos de Juremeiros antigos dentro da rama e outros já batizados que Pajé Rio Verde pois de porta afora, ou deu opção para seguir os seus caminhos em outra rama que não fosse a dele, por serem pessoas que tira aproveito de discípulos e fazem ataque com bruxaria e Exu as pessoas qualquer que seja ela.

Objetos Utilizados para uma Bruxaria

O maior instrumento de um Bruxo é ele mesmo, porém, no início das práticas a dificuldade de trabalhar com as energias internas e externas é imensa, logo, os instrumentos funcionam como catalisadores e aumentam a concentração, já que empunhar um instrumento nos dá uma maior sensação de controle e poder.

Alguns instrumentos também possuem um simbolismo especial, e são considerados obrigatórios.

O Bastão, O Cálice , O Pentáculo , O Athame E O Caldeirão.

Os demais instrumentos servem para facilitar o manuseio de

ERVAS, VELAS, INCENSOS, PEDRAS,

Para embelezar as cerimônias e para formar um elo mágico-religioso.

Porção protetoraÉ um líquido utilizado pelos bruxos para afastar más vibrações, pessoas ou seres, e para atrair boas vibrações.

Além disso, pode servir também para consagrações de instrumentos ou nas ritualísticas de purificação.

É feita com ERVAS, óleos e água, e imantado com energias diversas.

Normalmente é colocada no altar para ser usada durante os rituais.

CaldeirãoO principal instrumento ritualístico utilizado pelos bruxos, ele simboliza desde a antiguidade o útero universal, ou seja, o útero da Grande Mãe, de onde tudo vem e para onde tudo retorna.

Na prática é usado para transformar os feitiços através da queima de ERVAS, papéis, alimentos, líquidos e demais itens.

É normalmente preto e feito de ferro. Seu tamanho varia de pessoa para pessoa. Representa no altar o elemento éter aquele que une todos os outros.

É comum guardar instrumentos menores no caldeirão para protegê-los ou escondê-los.

VassouraUm instrumento muito conhecido nas lendas e contos sobre BRUXAS, porém é importante lembrar que nós não voamos em vassouras, filmes não são a realidade, apesar de que adoraríamos poder voar nas vassouras, isso nos pouparia muito tempo gasto com o trânsito comum.

Brincadeiras à parte, a VASSOURA é utilizada em RITUAIS de purificações e como símbolo de fertilidade, pois no passado acreditava-se que algo para crescer e prosperar precisava primeiro ser limpo e organizado.

Chaves – É um instrumento utilizado para manter estáveis as energias dos ambientes ou para “abrir” e acessar certos locais astrais ou mentais criados pelo próprio bruxo.

Normalmente a Chaves é criada a partir de materiais naturais como gravetos, folhas, ERVAS, penas e afins que são alimentados com uma energia específica e consagrados para produzirem determinada atividade constantemente.

Como, por exemplo, recarregar e purificar suas forças quando você tocar na chave.

SinoO SINO é um item auxiliar que serve para delimitar o fim ou início das celebrações, para gerar vibrações repelentes em ritos de purificação, para “acordar” pessoas em meditação, para auxiliar na atração de seres durante as invocações e para criar melodias diversas em músicas ou danças circulares.

Os Diários individuais dos bruxos, são anotados desde ingredientes para feitiços, como também sonhos, eventos importantes, relatos de percepções e ensinamentos que consideravam importantes. No nosso caso

O ATHAME é um punhal ritualístico de fio duplo sem corte, utilizado para absorver, potencializar e direcionar energias em RITUAIS.

Normalmente usado para traçar o círculo mágico e desse modo afastar qualquer tipo de energia ou ser ESPIRITUAL que possa atrapalhar o ritual.

Representa o elemento AR, é utilizado na celebração simbólica do Grande Rito, ao ser mergulhado no cálice.

Tradicionalmente possui o cabo preto, porém pode possuir outras cores.

É comum ter gravados em sua lâmina ou cabo símbolos e selos mágicos.

Importante: O ATHAME não possui nenhum uso de corte, quando não usado para direcionar energias em RITUAL é um instrumento decorativo que serve como símbolo do poder masculino no altar, já que representa um falo, enquanto que o cálice representa um útero.

Por se tratar de um objeto que possui ponta, é muito importante que se tenha total cuidado com o seu uso e armazenamento para não gerar nenhum tipo de acidente.

No passado, por puro preconceito, as pessoas acreditavam que os ATHAMES eram utilizados em ritualísticas de sacrifício, infelizmente essa ideia ainda persiste na mente de algumas pessoas.

Ele simboliza o Deus no altar e só é retirado do mesmo, para traçar o círculo ou para efetuar a simbologia do Grande Rito, onde a união do ATHAME e do cálice simbolizam a união do Deus com a Deusa. É possível que alguma tradição dê outros usos ao Athame, porém, com toda certeza nenhum deles pode estar relacionado ao uso do ATHAME como arma.

Varinha, vareta e bastãoInstrumento utilizado para invocações, conjurações e direcionamento energético dos bruxos.

O bastão representa o elemento FOGO e é usado pelos praticantes de bruxaria para direcionar as energias desprendidas com os trabalhos ritualísticos.

É normalmente feita de galhos de árvores, com um tamanho médio de 50 cm.

Ao fabricar seu bastão, nunca utilize, compre ou aceite bastões feitos com árvores em extinção, pois mesmo a VARINHA sendo apenas um graveto da árvore, o que não vai matá-la, essa retirada é mais uma forma de destruir e desgastar o ser que está lutando para sobreviver.

Cálice – Instrumento utilizado para receber líquidos consagrados, representar o elemento água e a força feminina da Deusa no altar.

É normalmente uma taça de prata, estanho, latão ou até mesmo CRISTAL, decorada de maneira variada.

Em conjunto com o ATHAME , é utilizada no Grande Rito simbólico para representar o útero da Deusa e receber o vinho ou suco que será consagrado.

Colher De PauMais um instrumento auxiliar que no passado foi utilizado até mesmo como VARINHA já que é feito de madeira. A COLHER DE PAU virgem é consagrada e utilizada unicamente na produção de poções, comida, bebida e para mexer os ingredientes do caldeirão. Serve para canalizar nossas energias para os ingredientes.

Espada CerimonialUtilizada para traçar símbolos ou o próprio círculo no chão, e para eliminar energias desbalanceadas e seres que não sejam bem-vindos no círculo.

E suas características são muito similares às do ATHAME .

EspelhoInstrumento muito utilizado pelas BRUXAS medievais para conjurar e direcionar maldições ou bênçãos a pessoas variadas. É também usado na arte da adivinhação, e para imantar outros instrumentos com maior poder energético.

BurilÉ um pequeno canivete ou ponteira que serve para gravar símbolos e desenhos nos instrumentos, oráculos e demais itens utilizados em RITUAIS ou decoração. Normalmente feito com um cabo de madeira e uma ponteira de metal.

Castiçal – Item comum para auxiliar na decoração e na organização do altar recebendo VELAS de diversos tamanhos. É comum que os CASTIÇAIS sejam feitos com temas para simbolizar seres mitológicos ou com pequenos símbolos do Deus ou da Deusa.

IncensárioItem auxiliar que serve como apoio para a queima de INCENSOS. Pode ser dos mais diferentes tipos para atender as variações de formato dos INCENSOS. O turíbulo, apesar de ser também uma espécie de incensário, funciona não só como apoio, mas para defumações já que é um recipiente de metal, com tampa e pequenos orifícios onde colocamos ERVAS , óleos e carvões para queimar e gerar grande quantidade de fumaça e aroma.

O Pantáculo ou Pantáculo é um instrumento de madeira, argila ou metal, redondo, utilizado para representar o elemento TERRA e para auxiliar na consagração dos outros instrumentos. Normalmente chamado de pantáculo por possuir um pentagrama desenhado, de forma que sirva durante a consagração também como um representante de todos os outros elementos. É também por esse motivo que em seu nome aparece a derivação “Pan”, que em grego significa “tudo”.

O Bolline é um punhal ou foice de cabo branco com corte, utilizado para cortar ERVAS, gravetos, frutas e demais materiais utilizados nos rituais. Recomenda-se o uso cauteloso por esse instrumento possuir corte, além disso, nunca deve ser manuseado nos RITUAIS em danças ou qualquer atividade que possa gerar perigo aos participantes. Por esse motivo normalmente é utilizado e depois guardado adequadamente.

AmuletoSão pequenos colares consagrados que servem para proteger e fortalecer o bruxo, repelindo e atraindo energias específicas. Além de servirem como adornos decorativos. São feitos com materiais diversos e normalmente são símbolos conhecidos como pentagramas, hexagramas, Anks e afins.

TalismãÉ um instrumento utilizado há milênios pelas mais diferentes sociedades para atrair ou aprisionar energias ou seres específicos e criar certos sigilos que ligam os indivíduos agrega as forças específicas. Normalmente são divididos em planetários, zodiacais e ELEMENTAIS de acordo com as energias que são utilizadas em sua confecção.

AMULETOS E TALISMÃS

AMULETOS

São os objeto consagrados através da magia que devem ser usados junto ao corpo (anéis, correntes, medalhas).

Imantados com uma força mágica de proteção para o usuário.

O significado e poder místico estão ligados com sua forma e a simbologia gravada no mesmo. Por exemplo:

Medalha – chapa metálica, geralmente redonda, com símbolos gravados, que é pendurada em uma corrente ao redor do pescoço.

Normalmente as medalhas ou medalhões representam temas religiosos. Também são usadas para vincular o usuário ao santo ou símbolo retratado, como forma de proteção.

TALISMÃS

São objetos de proteção, imantados de força magnética, ao qual se atribui um poder sobrenatural de realização dos desejos do usuário.

Muitas vezes aparentemente funcionais ou decorativas, como cálices (graal), adagas (wicca), esculturas, gravuras ou máscaras, estes objetos podem ser poderosos.

Um objeto sagrado tem uma função (proteger, vincular, aproximar) determinada pela sua forma no plano material (gravura, anel, estátua, medalha, porta-incenso).

Por outro lado, a natureza da energia que pode ser canalizada pelo objeto varia de acordo com o símbolo ou divindade que este objeto represente.

Veja alguns exemplos de amuletos e talismãs:

A Bíblia é o símbolo máximo da proteção Divina e do encontro do homem com Deus, mantenha-a sempre aberta em seu lar e leia-a diariamente. Atrai a proteção para toda a família.

A Chave é um símbolo poderoso porque representa a abertura de novos caminhos. Dê preferência à uma chave antiga que não seja utilizada diariamente, mantenha-a no bolso.

A Aliança, símbolo da união, sem começo nem fim. É muito usada para magias que visam proteger o casamento e os relacionamentos amorosos.

O Trevo de 4 folhas, é o talismã da Sorte nos Jogos, ideal para quem gosta de arriscar em loterias, atrai dinheiro e lucros, pode ser natural ou de metal ( Ouro ou Prata ).

A Ferradura de 7 cravos é um dos mais antigos amuletos contra “espíritos maus, bruxas e feiticeiros”, dependurada atrás da porta protege a casa, em chaveiros ou pingentes protege a pessoa.

A Cabeça de Alho é o símbolo da fecundidade e da família, devido ao número de dentes. Espanta maus espíritos, vampiros e protege contra más influências. Deixe sempre alguns dentes em local visível.

A Moeda, atrai bons fluídos. É usada em casos em que se quer atrair a sorte e dinheiro. use no bolso ou carteira uma moeda antiga de ouro, prata, cobre ou bronze.

A Pirâmide confere tenacidade às pessoas para atingirem seus objetivos. Não deixa desanimar nos novos planos, atrai bons fluídos e rejuvenesce. Quando usada como pingente no peito, ajuda na recuperação da saúde distribuindo energia pelo

corpo.

CRISTAIS E PEDRAS PRECIOSAS

SEU USO TERAPÊUTICO

Desde há muito tempo os cristais e pedras preciosas sempre têm despertado um grande interesse no homem. Seja pelas suas cores, seja pelo seu brilho, o fato é que o homem sempre atribuiu a estes minerais propriedades mágicas e de cura.

Nos tempos atuais, houve um renovado interesse, não só pelos cristais e pedras preciosas como também por outros conhecimentos antigos que de alguma forma pareciam esquecidos, mas, que na verdade, podemos perceber agora estavam adormecidos, a espera de uma redescoberta.

Foi então que as propriedades mágicas e terapêuticas dos cristais passaram a despertar novamente enorme interesse. Passou-se assim a pesquisar e a redescobrir todo o potencial que temos a nossa disposição através do seu uso.

Hoje existe uma grande preocupação na aplicação de formas mais naturais de terapias, aquelas que possam tratar sem agredir, que possam de alguma forma promover a reintegração do homem com a natureza da qual ele faz parte. Os cristais atuam desta forma, acrescentando suas vibrações ao nosso campo energético, o que faz com que possamos restabelecer e manter os nossos energias em equilíbrio.

O objetivo deste trabalho é auxiliares pessoas que de alguma forma estejam envolvidas em atividades de cura .Procurarei colocar aqui um pouco da minha experiência na expectativa de que outras pessoas possam vir a beneficiar-se dela.

CRISTAIS

O USO DOS CRISTAIS E PEDRAS:

Os cristais e pedras, tanto brutos como lapidados, agem doando e absorvendo energias. Por esse motivo é importante que não descuidemos de sua limpeza e energização.

Programação: está relacionada com a absorção de energia.

Meditação com os cristais envolve:

Memória armazenada no cristal.

Focalização da atenção.

No sentido esotérico, Conectarão com as forças cósmicas.

É também um agente facilitador da relaxação.

REMÉDIOS:

É possível fazer-se remédios usando para isso os cristais (são os elixires de cristais).

Para fazê-los, procede-se da seguinte forma:

Na água: água pura e pedra limpa. Deixar a noite por 12 horas. O uso deve ser imediato, pois não leva conservante.

No álcool de cereais: deixar por 12 horas durante o dia, sem pegar sol direto. Este se conserva mais tempo, pois o álcool age como conservante. Usa-se pingar 4 gotas na água, 4 vezes ao dia.

FLORES

Antúrio- essa flor ajuda a recomeçar projetos paralisados, pois simboliza a ressureição e é também um grande afrodisíaco.

Cravoé um excitante afrodisíaco. Auxilia a quem tem problema de natureza sexual.

Flores do Campo – estão relacionadas ao ato de nascer. São ótimas para mudança de casa, transformações, mudança de emprego e até de comportamento.

Hortênsiaauxiliam na cura de pequenas doenças e distúrbios, como enjôos, dores de cabeça e resfriados.

Jasmimaumenta a sensualidade e o amor. Além de deixar as pessoas mais sensíveis a tudo o que é belo.

Lírioela favorece a aproximação com Deus e a prática da oração. Simboliza a liberdade e a vida simples, afastando defeitos como orgulho e egoísmo. É uma flor que os ciganos amam demais.

Lótusmuito rara essa flor é perfeita para quem quer praticar a meditação e alcançar elevação espiritual. Serve para magia de amor.

Margarida – é à flor das crianças. Serve para acamá-las, torná-las dóceis. É também usada nos caldeirões feitos pelas ciganas para beberagem quando as mulheres não conseguem engravidar.

Orquídea – ela é a substituta do Lótus. É flor para a espiritualidade. Serve na magia das tribos há séculos para elevação dos kakus (feiticeiros e magos ciganos)

Rosa Cor de rosa – é a flor das mulheres virgens. Serve para provocar sonhos maravilhosos. Favorece namoro e projetos de casamento. Entra na magia de amor.

Rosa Brancaé à flor do sentimento tranquilo, do casamento, da paz e do amor profundo.

Rosa Vermelhausada em feitiços. Serve para revitalizar a pessoa e a torna cheia de energia sexual. Seu uso pode tornar alguém com problemas de frigidez, numa pessoa normal. Usada nos cabelos atrai o amor.

Violetasímbolo da modéstia e da ternura. Favorece a interiorização e nos ajuda a cumprir nossa missão na Terra. A branca proporciona paz, a cor-de-rosa afetos, azul inteligência, a roxa elevação espiritual.

Flor de Maracujáserve para acalmar e para a magia de amarração.

Dama da NoiteEla atrai grandes amores, é usada no caldeirão que faz a magia de amor eterno.

Os Banhos Firmeza de Corrente

De Ervas, Sementes e Cascas de Árvores Sagrada

Os banhos de ervas, sementes e de cascas de árvores sagradas, são necessário para firmar as correntes dos encantados e para afastar o negativo do corpo do Juremeiro, uma vez que as ervas frescas e as essências contém vibrações, energias positivas fazendo assim o elo entre a vida do reino vegetal, com a água que é a essência da vida, energizando, positivando assim o corpo do Juremeiro a ser consagrado, para que os encantados faz que o corpo seja condutor de energia positiva possibilitando o contato entre os dois mundos. Do Mundo dos Encantados e o Plano Material.

Os banhos de ervas, sementes e cascas de árvores sagradas pertencentes aos nossos encantados, O dono da croa dos Juremeiros, são que atraem as vibrações determinadas para a corrente. Devem ser tomados pela cabeça somente os de ervas, os demais só do ombro para baixo.

Porem os de Ervas é ai que se encontram os pontos fundamentais de sintonia espirituais tais como:

  • O chacra frontal = no meio da testa;

  • O chacra coronário, no alto da cabeça;

  • O Chacra Glândula pineal, na nuca.

Se a pessoa e ou o Juremeiro não souber qual é o seu encantado dono de sua croa e quiser tomar um banho de limpeza espiritual, poderá fazê-lo somente sobre a orientação do Caboclo, Mestre ou do Padrinho Mestre de Sua Jurema Sagrada com ervas doces específicas.

A Jurema Sagrada se divide entre os encantos do Reino Animal e o Reino Vegetal. No caso do tema e do Reino Vegetal há ervas de banhos que são especifica de caboclo de mestre e das mestras. Vale apena salientar que há erva que servem apenas para afastar Obsessores.

Um Juremeiro e ou um iniciado que tem somente correntes afirmadas tomar banho de limpeza de correntes ou banho para buscar as correntes, usar ervas erradas ou que seja para o uso de afastar uma corrente negativa no caso do Obsessor, Estará afastando também a corrente positiva que e dos encantados. Tem que tomar os banhos subsequentes para trazer a corrente dos seus encantados de volta. Portanto o faça somente com a orientação de seu líder espiritual e por isso que ele tem o nome de Mestre de Jurema e ou Padrinho Mestre.

Juremeiro Neto

 

Anúncios