Jurema Sagrada

Maria-mReligião: É um conjunto de sistemas culturais e de crenças, além de visões de mundo, que estabelece os símbolos que relacionam a humanidade com a espiritualidade e seus próprios valores morais.
Muitas religiões têm narrativas, símbolos, tradições e histórias sagradas que se destinam a dar sentido à vida ou explicar a sua origem e do universo.
As religiões tendem a derivar a moralidade, a ética, as leis religiosas ou um estilo de vida preferido de suas ideias sobre o cosmos e a natureza humana.
A palavra religião é muitas vezes usada como sinônimo de fé ou sistema de crença, mas a religião difere da crença privada na medida em que tem um aspecto público.
A maioria das religiões têm comportamentos organizados, incluindo hierarquias clericais, uma definição do que constitui a adesão ou filiação, congregações de leigos, reuniões regulares ou serviços para fins de veneração ou adoração de uma divindade ou para a oração, lugares (naturais ou arquitetônicos) e/ou escrituras sagradas para seus praticantes.
A prática de uma religião pode também incluir sermões, comemoração das atividades de um deus ou deuses, sacrifícios, festivais, festas, transe, iniciações, serviços funerários, serviços matrimoniais, meditação, música, arte, dança, ou outros aspectos religiosos da cultura humana.
cropped-cropped-00511.jpg
O Que é a Jurema?
Jurema Preta é uma árvore da família das acácias. {Mimosa Hostilis Benth. ou Mimosa Tenuiflora (Jurema-preta ou Calumbi) (Brasil)}.
jurema 001
Jurema Preta – Na Religião Jurema Preta Santa e Sagrada, faz referência a principal árvore dentro do Rito.
Porém dentro de cada Aldeia, Cabana ou Centro Espirita poderá existir varias árvores plantada da Jurema Preta, mas somente uma será realizado o ato do encantamento.
Deixando de ser uma simples árvore passando a ser uma Cidade Encantada.
Senhora Rainha Jurema Preta.
Ao seus pés são realizados todos os atos dentro da Jurema Sagrada do Caboclo Rei Tupã, nos demais seguimentos da Jurema Sagrada cada reinado tem o seu próprio principio que foi passado por gerações, e realizado alterações do rito primário que e a Jurema do Caboclo Rei Tupã por causa da perseguição Politica e Intolerância Religiosa, fez com que os Juremeiros da época por intermédio de orientações de seus Encantados realizar alterações dentro da própria religião, como teve mudanças radicais de conforme o seculo e as necessidades não poderia mais ser chamado do nome que em cada época era dito. assim soma 12 reinados.
Essa foto acima e a baixo, e a Senhora Rainha na Cidade do Encantada da Jurema do Caboclo Rei Tupã, Aldeia do Tronco da Jurema do Caboclo Pajé Rio Verde – Alexânia – Goiás.
O vinho de Jurema, preparado à base de variedades de jurema, principalmente a jurema-preta Mimosa hostilis, a jurema-embira ou vermelha (Mimosa ophthalmocentra) e a Jurema-branca (Mimosa verrucosa), é usado pelos remanescentes índios e caboclos do Brasil.
Além de conhecido pelo interior do Brasil na farmacopeia popular como cicatrizante, tratamento de infecções é também utilizado nas cidades em rituais da Jurema Sagrada, nome da religião, em homenagem a árvore combinado com diferentes ervas, com diversas formas de preparo (mantidas como segredo).
A Jurema Preta Santa e Sagrada, não tem nada haver com a Cabocla Jurema, pelo contrario o seu Pai Reis Tupinambá deu esse nome em homenagem a árvore da  Jurema Preta. Vários Caboclos (a) tem a inicial de seu nome de Ju – Jupira, Jupiara, Jacira etc.
Para que fique mais claro esse assunto, a cabocla Jurema tem esse nome em homenagem a arvore da Jurema Preta e não por causa da Jurema Preta Santa e Sagrada a Religião.
Caboclo Rei Tupã, E outra coisa a Cabocla Jurema não foi responsável pela criação da religião e sim outro caboclo dos índios Tupi por nome Tupã que dentro da Religião que foi criada passou a obter o título de Caboclo Rei Tupã.
Rei Tupã para os índios e Deus Supremo, isso e para os índios para os Juremeiros Rei Tupã faz referencia ao caboclo encantado que fez a orientação para nascer a Jurema Preta Santa e Sagrada e ou a Jurema Sagrada Catimbó.
jurema 1
Porque foi dado o nome da Religião de Jurema Sagrada?
No Período da Pré Colonização do Brasil, os homens que aqui veio todos eles, Europeus, Turcos, Negros, Ciganos ele longe de suas casas, alimentação, remédios tiveram que recorrer aos nativos locais.
E quem lhe deu suporte nas aldeia nesse campo dos remédios foram os Pajés, e como todos nós sabemos, os Pajés fazem uma cerimonia espirita  que foi herança lá do período paleolítico.
Quando o Homem passou a ser cultuar as dividades da natureza que são os orixás, esses homens na sua morte se encantou na natureza e passou a se manifestar dos seus descentes da surge a Pajelança.
Os colonizadores que fora iniciados na Pajelança saiu das aldeias para o seu intuito primário que e colonização e exploração do novo mundo.
Levando somente uma pedra que simbolizava o encantado das matas cujo o qual eles fora consagrados.
Porém cada um desses colonizadores trazia na bagagem a sua fé de seu mundo, tais como:

– Europeu: O catolicismos e a Bruxaria Europeia, A Bruxaria Européia entrou no Brasil via Portugal. Escreve Luís da Câmara Cascudo, em Meleagro (Rio 1951) p. 179:
“A Presença do Feiticeiro, da Feiticeira especialmente, é um documento histórico, uma constante etnográfica desde as manhãs do Brasil colonial.
As denunciações e confissões prestadas ao Santo Ofício em Baía, 1591-1593, e Pernambuco, Paraíba, 1593- 1595, evidenciam a fauna prestigiosa da bruxaria européia, em funcionamento normal e regular”.
E cita uma porção de portuguesas, divulgadoras dos processos da magia tradicional. “Ao findar do séc. XVI o brasileiro estava com todos os elementos disponíveis do espírito para ser um fiel consulente do candomblé, muamba, macumba, canjerê e xangô.
Os volumes que registaram as confissões e denúncias em Baía, Pernambuco e Paraíba evidenciam que a credulidade popular contemporânea tem raízes fundas na terra em que a raça se formou” (p. 181).

– Turcos: Além dos muçulmanos, o país é composto ainda por uma parcela menor de cristãos e judeus, sendo essa parcela quase insignificante, interferindo de modo menos impactante no país. Dessa forma, para compreender a relação entre a Turquia e a religião, é fundamental entender um pouco mais sobre o Islamismo.

– Africanos: As Religiões Tradicionais Africanas, também referidas como religiões indígenas africanas, englobam manifestações culturais, religiosas e espirituais originárias do continente africano.
Há uma multiplicidade de religiões dentro desta categoria. Religiões tradicionais africanas envolvem ensinamentos, práticas e rituais, e visam a compreender o divino.
Mesmo dentro de uma mesma comunidade, no entanto, pode haver pequenas diferenças quanto à percepção do sobrenatural.

– Cigano: Apesar de não terem uma religião própria e acreditarem em reencarnação, o sobrenatural dos ciganos é composto por uma força maléfica (Beng) e uma benéfica (Del ou Dével) que se contrapõem no universo, além de Kristesco (Jesus Cristo) e uma série grande de entidades naturais (gnomos, duendes, ondinas…).
Quando tudo citado acima foi inserido na Pajelança não poderia mais ser chamado de Pajelança, foi então que um Caboclo da etnia dos Tupis chamado  pelo nome de Caboclo Tupã, deu o nome dessa nova forma de cultuar a principal árvore que é a Jurema Preta.

Dai veio o nome Jurema Sagrada – ou Seria Jurema Preta Santa e Sagrada, por os seus principais ritos são sobre a sua sombras.
Há varias árvores que também fazem parte da Religião, afinal cultuamos os Reinos Animais, Vegetais e Reino Mineral.
Onde os encantados da Pajelança se encantaram e apos a Jurema Sagrada os que foram consagrados também tiveram esse encantamento, nesses reinados.
jurema 01
De onde veio então a Palavra Catimbó?
Quando os padres Jesuítas chegou no brasil em 1549.
Os primeiros Jesuítas chegaram ao território brasileiro em março de 1549 juntamente com o primeiro governador-geral, Tomé de Souza. Eram comandados pelo padre Manuel da Nóbrega, e edificaram a primeira escola elementar brasileira, em Salvador, tendo como mestre o Irmão Vicente Rodrigues, que tinha apenas 21 anos.
Esses Padre não apenas introduziram o catolicismos para os índios, mais que o Pajé fazia rituais satânicos, e quando utilizava o seus cachimbo era para chamar o próprio demônio.
Para os índios a fumaça que sai do cachimbo do Pajé e chamado de Catimbó, dai veio a intolerância religiosa e a perseguição com os iniciados na pajelança que fazia parte do Catimbó.
Sendo assim essa palavra Catimbó passou a ser usada como magia de bruxaria que não é a verdade.

Porque existe vários tipos de Ritos dentro da Própria Jurema?
Seculos depois desta face do nascimento da Jurema Preta Santa e Sagrada, entre 1532 a 1536, os iniciados na Pajelança que passou a ser da Jurema Sagrada, deixaram de ser nômades e realizava os seus ritos em suas terras, por causa do grande numero de assassinato mandado pelos padres Jesuítas as esses Catimbozeiros.
Teve que fazer algumas alterações e adaptações no rito, assim não pode mais ser chamado de  Jurema Sagrada somente. Assim o primeiro rito passou a ser chamado Jurema do Caboclo Rei Tupã, ou Jurema de Caboclo, e esse rito levou o nome de outra árvore sagrada que é o Jucá sendo assim o segundo reinado passou a ser Jurema Sagrada do Vajuca.
E assim ao logo dos seculos a cada mudança os encantados que passou a serem vários, consagrou ao total 12 reinados para a Jurema Sagrada.

 

Juremeiro Neto – (62)99934-3113

Anúncios